sexta-feira, 16 de junho de 2017

Turbinando a renda com "bicos" e super aportes!



Olá camaradas, estive ausente por um tempo, mas não deixei de acompanhar o reduto de alguns amigos. O que aconteceu é que estive empenhado em trabalho e mais trabalho, com um só objetivo que todos sabem – aumentar o aporte.


Como escrevi anteriormente, estou sem disposição para continuar a estudar para concursos, especificamente o cargo que almejo, sei que estou indo com a manada, já que esse é o momento de se preparar mais e mais e quando estourar o edital estaria anos luz adiantado dos outros candidatos. Porém vai explicar essa regra para meu cérebro. Isso demanda tempo, dedicação e quebrar a cara.


Faço um paralelo com o investimento em ações. No final de 2011 e início de 2012 tive meu primeiro contato com a bolsa de valores. Estava totalmente vislumbrado com a possibilidade de ganhar dinheiro com o mercado. Não fugi da regra, confesso, fui como todo bom mediano sem experiência vai, ou seja, queria viver de “trade”. O tempo me revelou que esse estilo de vida não era para qualquer um e o mesmo foi muito bom e paciente com esse jovem ambicioso, pois apesar de ter me metido em inúmeras operações sem pé e cabeça e girado muito capital chegando ao ponto de receber e-mail oferecendo pacote de corretagem (kkkk) eu não fiz prejuízo. Aliás, se bobear sai com uma pequena margem de lucro, imagino que uns R$200,00. Logo após saquei o dinheiro para comprar o lote onde construí minha casa, que na época estava quase de graça se comparado ao mercado.


Por que falei isso, para fazer menção a minha irregularidade nos estudos para concurso, assim como no mercado de ações acabei me lascando e vi que não era simplesmente abrir uma conta na corretora e ficar o dia todo mandando ordens ao “home broker”, no concurso também não é fácil, pois não há possibilidade de passar sem um estudo continuo e eficiente, ainda mais nesses tempos de crise.


Alternativa


Sabedor dessa situação o colega aqui não podia simplesmente chegar em casa depois do serviço e coçar o saco, ou ficar igual um idiota na academia, mais tempo que o necessário.


Sendo assim estou pegando pesado nos bicos que faço e nos plantões que tiro para os colegas da repartição. Isso tem me desgastado bastante, contudo está fazendo a minha média de aportes superar a anual já nesse mês. Ou seja, estou ganhando e muito no tempo.


Estou fazendo uma parceria com um amigo de faculdade também, ele advoga sozinho em algumas áreas como cível, trabalhista e consumidor. Não entende muito de criminal, que foi a minha matéria escolhida para o exame da OAB, o qual passei de primeira, ou seja, tudo que esta aportando no escritório que tem haver com essa área ele me chama e eu faço as peças de acordo com o caso e ele me paga honorários por isso.





Até que enfim estou usando o meu curso para alguma coisa, já que quando entrei para o serviço público o meu cargo exigia apenas o ensino médio, e hoje o superior para os novos aprovados.


Nesse ritmo esse mês consegui chegar à meta anual de aporte, ou seja, 24k já que a expectativa eram 2k ao mês. Com isso dei uma boa alavancada na renda.


Ainda nem contei com a venda do carro que também já esta devidamente aportada e dessa forma esse mês ultrapassei com tranquilidade a barreira dos 60k que em dezembro quando tinha apenas 15k era algo praticamente impossível de ser atingido em tão pouco tempo.


Sem hipocrisia ultrapassar os 60k não me deixou tão empolgado quanto eu imaginei que ficaria, acredito que seja pelo fato da venda do automóvel ter alavancado de vez essa bola de neve. Mas estou bastante entusiasmado já que agora a previsão em dezembro é de 80k e antes eram de 46k. Mas se continuar a aparecer serviço e o aporte se manter nos 5k mensais espero praticamente bater os 100k ainda este ano.


O conselho não muda pessoal, é como nossos pais falavam se não quer estudar vai trabalhar e é isso que estou fazendo agora, até porque se estivesse no cargo que almejo os aportes seriam na proporção que estou hoje, e quando sair o concurso interno referente ao curso que eu fiz e se passar conseguirei aportar uns 1,5k a mais também. Bora trabalhar.





11 comentários:

  1. Os concursos possuem um upside reconhecido pela sabedoria convencional: vencimentos satisfatórios e estabilidade funcional. No entanto o downside é poucas vezes mencionado. Se faz necessário mencionar as pessoas que, visando alcançar o almejado cargo público, abrem mão de todas as eventuais oportunidades possíveis no mercado e ao final não conseguem o primeiro e nem o último. Eles formam a berlinda. E esta berlinda é foco de uma indústria lucrativa.

    A rentável indústria de cursinhos voltados aos concursos públicos é o efeito colateral da dura realidade desta massa de concurseiros que não se atentam ao bem mais valioso: tempo. Diferentemente do dinheiro, tempo perdido não se recupera.

    Abs Dr!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu na verdade já estou meio que não me importando mais com o outro cargo. Tenho um projeto em mente em relação a empreendedorismo. Já tive dois comércios e ambos deram certo na época.

      Sem contar que o meu esforço está me trazendo o fim, qual seja, o dinheiro, assim acredito que estou no caminho certo.

      Excluir
    2. Sempre achei essa ideia de se dedicar exclusivamente a concursos um troço complicado.
      Não há nenhuma garantia de sucesso nisso, especialmente em concursos muito concorridos em que qualquer resposta errada pode significar a perda de uma vaga.
      Quem mora com os pais, especialmente quando os pais são financeiramente estabilizados tem é que aproveitar isso, arrumar uma emprego e aportar violentamente. Tem que aproveitar para aportar o máximo possível, para ir criando uma reserva, um pé de meia, além de conseguir alguma experiência de trabalho, mesmo que em empregos mal remunerados.

      Excluir
    3. Realmente existe a indústria dos concursos que vendem sonhos que nem todos podem alcançar. Mas acho que tudo é questão de dedicação e saber das suas limitações.
      Por exemplo, se você nunca teve uma base boa de educação, ou nunca foi disciplinado nos estudos, dificilmente conseguirá passar num concurso difícil (que pague mais de 10k). Neste caso seria bom passar num de nível médio e ir "escalando" aos poucos os cargos melhores.
      Agora se vc tem uma base boa, e consegue ficar só estudando, acredito ser muito melhor ficar 2, 3 anos estudando para ser fiscal (por exemplo) e garantir uma renda de 20k (inicial bruto), do que arranjar um emprego ganhando 3k (acho que deve ser a média que pagam por aí para um recém formado, ou menos até!!!) e tentar aportar metade disso.

      Excluir
  2. Lawyer, que aportes são esses mano, parabéns, como ainda não terminei a faculdade e estou até o talo de trabalho não consigo fazer bicos, mas cogito a possibilidades quando terminar pra dar um up nos aportes. pretendo também estudar algumas ideias de empreendedorismo que de vez em quando surgem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é maromba, tá dando pra alavancar legal com os bicos. O negócio é ralar enquanto tem força.

      Excluir
  3. fala mais sobre seus comercios lawyer,pretendo abrir um daqui um tempo,dicas sao sempre bem vindas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já tive lan house, açai e meus pais papelaria e loja de roupas.
      Sempre todas dinheiro. Comércio é bom, mas escraviza.

      Excluir
  4. Eae Lawyer! Qual cargo você almeja? Fiquei curioso...
    Tem muitos amigos na mesma situação, concursados que advogam por fora pra complementar a renda, mt bacana!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gala lord o cargo prefiro não comentar para não sair do anonimato, mas é superior salários base 12 k bruto.

      Excluir