segunda-feira, 8 de abril de 2019

Quem quer tudo, pode nada ter!




Sempre me pego pensando como potencializar meus ganhos para encurtar minha jornada rumo a I.F. Parece que vivo um loop infinito nesse sentido. As vezes ando pelo centro da cidade e vejo os diversos comércios e fico pensando por que não abro um negócio daquele em algum lugar.


Não que eu não tenha foco e não queira me especializar em uma área de vendas especifica, nada disso, eu apenas fico me imaginando como deve ser bom atuar nesse ou naquele nicho e como o proprietário deve ganhar rios de dinheiro.





Claro que a realidade não tem nada de tão glamoroso. Pode ser que boa parte dos negócios que vejo passam por maus bocados. Sei disso e estou sentindo na pele o início do ano e uma retraída geral no comércio varejista. É fácil passarmos em frente a uma loja com sua fachada bonita e produtos bem distribuídos e imaginar que o dono é um puta sortudo, ou simplesmente feliz pra caralho. Nada disso! Pode ser que esse ser passa muito aperto e quem está de longe nem percebe. 


A pessoa tem que estar em dia com tudo, é o fisco, fornecedor, funcionário, gastos extras e no final tentar tirar algo para ele e sua família. E podem apostar tem meses que muitos comerciantes não tiram nada. E para isso é importante a consciência difundida aqui na Finansfera. Não gosto de ser generalista e assim prefiro nivelar as pessoas por cima, já que não as conheço. O porquê digo isto? Pois muitos que não tem experiência com comércio pensam que empresários não estão nem aí com nada e só querem saber de sonegar impostos e maltratar seus funcionários. Não é bem assim. A maioria dos empresários que conheço são pessoas honestas e não medem esforços para tirar dinheiro do seu próprio patrimônio e injetar no negócio. As vezes até sem necessidade legal, mas moral.


Claro que tem pessoas desonestas em todas as áreas. Mas essas normalmente não perduram no mercado. Estava lendo, não sei onde exatamente que a maioria das empresas pequenas quebram com menos de 2 anos de vida. Penso que é um dado alarmante e posso constatar que realmente aguentar 24 meses é bem difícil. 


Quando você abre um negócio a tendência é ir de vento em polpa, pois é novidade e várias pessoas querem conhecer e acabam comprando algo, porém quando não tem um nicho de necessidade básica como padaria, sacolão, mercadinho, as pessoas acabam não indo com tanta frequência na sua loja e assim é preciso sempre inovar.


Mas inovar é um saco, para mim é um sacrifício na verdade. Pois quando montamos um negócio e ele começa a dar resultados você meio que entra no piloto automático e não fica muito focado em aumentar a clientela, pois o dinheiro entra de forma natural. No entanto, quando ele começa a esvaecer é que vemos a necessidade de correr atrás do prejuízo e não perder o cliente.


E tem o cliente ainda. Esse ser que eu sou, você é e é chato para burro. Por isso apesar de viajar na maionese olhando os comércios alheios e me imaginando dono, tem alguns que pelo público alvo eu não teria coragem de empreender de forma alguma, como por exemplo ser dono de Pet Shop de luxo. Imagino que os cliente devam ser um saco, a grana de retorno tem que compensar para poder aturar as madames.


Ultimamente vivemos a era do “mimimi” então está muito comum ter chateações no pós venda mesmo deixando tudo claro para o comprador, mas esse por não ter nada para fazer cria caso atoa, só pelo prazer de querer discutir.


Então se você é como eu que não para de querer ganhar dinheiro e quer ter todo tipo de comércio sem analisar os prós e contras, pare e pense bem, antes de se aventurar.



10 comentários:

  1. Laser, belo POST

    Estou pensando em investir 10k em tênis, bone e moda fitness. A princípio vender por WhatsApp e Facebook, qual sua dica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de fazer isso leia sobre MVP

      Excluir
    2. Boa soldado eu mesmo não tenho nem noção de MVP ou o que é vou procurar saber. Pode ser que até faço algo relacionado e nem sei.

      Excluir
  2. Eu que o diga, se pagasse aluguel ou tivesse funcionário já teria falido a tempos.
    Eu estava indo bem o que pegou foi que fui assaltado 2 vezes fiz mudanças que levaram meu faturamento pra um terço do que era antes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara criminalidade é um super problema, ainda mais dependendo do tipo de comércio.

      Excluir
  3. Muito vezes nas minhas caminhadas pelo centro das cidades também me pego pensando nisso, "como ganhar mais", "essa loja deve ter ser excelente retorno financeiro", etc. Mas o que está por trás de tudo não conseguimos fazer ideia...geralmente envolvem inúmeras noites mal dormidas não é mesmo? Excelente texto Lawyer.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. ótimo post Lawyer ! Adcionei você no meu roll, se poder fazer o mesmo.

    http://peaoplayboy.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. otimo post, quanto ao pet shop... é isso ai mesmo,da lucro ? sim muito porém a dor de cabeça é incrivel e o quanto você pode ter su imagem queimada rapidamente por conta de apenas 1 cliente é absurdo também pois há muitas variveis no negócio (por exemplo animal chegar doente passar mal e cliente querer tratamento gratis sabendo que animal ja estava com alguma doença X e querer alegar que foi no petshop a causa da doença por exemplo,isso tem de monte

    ResponderExcluir
  6. Realmente, pensar em como fazer dinheiro para aumentar o aporte é algo que toma bastante tempo. Infelizmente não consigo imaginar nada.

    Ah, eu sou o AGIOTA AMADOR, troquei o nome do Blog, comecei a chamar uma atenção desnecessária.

    https://aportehoje.blogspot.com/

    Me add no Seu Roll, vou fazer o mesmo.

    PS: Me sinto começando o blog do zero. rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa troca, isso realmente chama muita atenção. Um dos motivos de eu não comentar muito sobre empréstimos nem dar detalhes.

      Excluir